«- amo-te, adoro-te doidamente, absurdamente, até à morte!
(...)
- maria, queres casar comigo?»

os maias

15 comentários:

«sorri, esquece, dorme, sonha; mas sobretudo, vive»