provavelmente nunca mais vou dizer que te amo e estou a sentir um aperto enorme no coração, devia ter pensado nisso antes de te ter deixado partir...

5 comentários:

«sorri, esquece, dorme, sonha; mas sobretudo, vive»