chuva


a chuva cai miudinha lá fora. eu que nunca gostei de ver chover, olho encantada para as pequenas gotas a tocarem o chão. a verdade é que ultimamente tem sido assim, já não sei aquilo que gosto, nem aquilo que quero, (...) está a chover e eu estou a precisar de um abraço. daqueles teus abraços, daqueles que só tu sabes dar. está a chover e eu estou a precisar de te ouvir dizer que gostas muito de mim, daquela maneira que só tu sabes dizer. está a chover e eu preciso que continue a chover para sempre, porque eu não quero que quando a chova parar deixes de gostar de mim.
eu amo-te, e não o digo por dizer, só para parecer bem, digo porque é a verdade. é aquilo que vai no meu coração e na minha alma. e dilo-ia para sempre, até te fartares, até já não me puderes ouvir mais. eu amo-te da maneira mais verdadeira que possas imaginar.
(...) de repente começou a chover com mais intensidade, vou ficar à espera de uma mensagem tua, não demores muito.

10 comentários:

  1. Sao actos muito simples que nos fazem sentir bem com o mundo! espero que tenhas recebido a mensagem, fofinha :) *

    ResponderEliminar
  2. gostei muito :)

    és tao querida, obrigada e obrigada por seguires *.*

    é mesmo, mais vale ignorá-las! :) quanto a nós, somos mais fortes e superiores sem sombra de duvida :)

    ResponderEliminar
  3. ah ha . podes crer querida. Ter uma mini biblioteca era perfeito *.* Gostava de ler o titulo e comprar ;p

    beijinho*
    (adorei o up altamente ! hi ih )

    ResponderEliminar

«sorri, esquece, dorme, sonha; mas sobretudo, vive»