hoje

apetece-me fazer as malas e ir viver para a terra do nunca.

Sem comentários:

Enviar um comentário

«sorri, esquece, dorme, sonha; mas sobretudo, vive»