hoje (e sempre)

apetece-me dizer à catarina que a amo

1 comentário:

«sorri, esquece, dorme, sonha; mas sobretudo, vive»